;-)

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Os 10 Alimentos Mais Perigosos Para A Sua Saúde




10alimentos





Alimentos das redes fast-food  estão cada vez mais presentes na vida de todos nós. Mas é preciso saber o mal que eles fazem à saúde. Cachorro-quente, pizza e muitos outros não apenas prejudicam a estética, desenvolvendo uns quilinhos a mais, mas também trazem diversos e sérios riscos à saúde.

10º lugar: Sorvete


Os sorvetes apresentam altos níveis de açúcar e gordura trans, além de corantes e saborizantes artificiais, muitos dos quais contêm neurotoxinas – substâncias químicas que causam sérios danos ao cérebro e ao sistema nervoso.

9º lugar: Salgadinhos de milho


Desde que os alimentos transgênicos surgiram, a grande maioria do milho que ingerimos é considerada “comida Frankenstein”. Esse tipo de alimento pode causar, entre outras coisas, flutuação dos níveis de açúcar no sangue e, consequentemente, alteração de humor, ganho de peso e irritabilidade. Outro perigo é que a maior parte desses salgadinhos é frita em óleo que vira ranço e está ligado a processos inflamatórios.

8º lugar: Pizza


Nem todas elas são ruins para a saúde, mas as que são vendidas congeladas apresentam alto nível de condicionadores de massa artificial e conservantes. Produzidas com farinha branca, as pizzas são absorvidas pelo organismo e transformadas em açúcar puro – o que causa o ganho de peso e o desequilíbrio dos níveis de glicose no sangue.

7º lugar: Batata frita


Apesar de saborosas, as batatas fritas contêm gordura trans e uma perigosíssima substância cancerígena, a acrilamida, que se forma quando a batata branca é aquecida em alta temperatura. Quanto à fritura, o mesmo ocorre com os salgadinhos de milho, ou seja, o óleo se torna rançoso e pode causar inflamações, além de agravar problemas cardíacos, câncer e artrite.

6º lugar: Salgadinhos de batata


Causam todos os danos das batatas fritas comuns e ainda não trazem benefícios nutricionais à saúde. Esses salgadinhos contam com níveis mais altos de acrilamida, substância cancerígena.

5º lugar: Bacon


O consumo diário de carnes processadas – e isso inclui o bacon – pode elevar o risco do surgimento de doenças cardíacas em 42% e de diabetes em 19%. Outra coisa: um estudo da Universidade de Columbia descobriu que comer 14 porções de bacon por mês pode danificar a função pulmonar e aumentar o risco de doenças no órgão.

4º lugar: cachorro quente


Uma pesquisa da Universidade do Havaí aponta que o consumo de cachorros-quentes e outras carnes processadas pode aumentar o risco de câncer no pâncreas em 67%. Um ingrediente encontrado, tanto no cachorro-quente quanto no bacon, é o nitrito de sódio. A substância é cancerígena e está relacionada a doenças como leucemia, em crianças, e tumores cerebrais em bebês. Outros estudos apontam que ela pode colaborar com o desenvolvimento do câncer colorretal.

3º lugar: donuts (rosquinhas)


35% a 40% da composição do donuts é de gordura trans, o pior tipo de gordura que existe. Essa gordura está relacionada a doenças cardíacas, cerebrais e ao câncer. Esse doce também é cheio de açúcar, condicionadores de massa artificiais e aditivos alimentares. Cada um possui em média 300 calorias.

2º lugar: refrigerantes


De acordo com uma pesquisa, uma lata de refrigerante contém cerca de 10 colheres de chá de açúcar, 150 calorias, de 30 a 55 mg de cafeína e está cheia de corantes artificiais e sulfitos. Bastaria isso para fazer você repensar seu consumo de refrigerantes. Além desses números, a bebida é extremamente ácida e são necessários 30 copos de água para neutralizar essa acidez que é perigosa para os rins. Nossos ossos funcionam como uma reserva de minerais, como o cálcio. Esses minerais são despejados no sangue e ajudam a neutralizar a acidez causada pela ingestão do refrigerante. Isso acaba enfraquecendo os ossos e pode ajudar no surgimento de osteoporose, obesidade, cáries e doenças cardíacas.

1º lugar: refrigerante “diet”


Refrigerante “diet” é o pior alimento de todos os tempos. Isso porque a bebida possui todos os problemas dos refrigerantes normais e ainda contém aspartame, que está ligado a inúmeras doenças, como ataques de ansiedade, compulsão alimentar e por açúcar, defeitos de nascimento, cegueira, tumores cerebrais, dor torácica, depressão, tonturas, epilepsia, fadiga, dores de cabeça e enxaquecas, perda auditiva, palpitações cardíacas, hiperatividade, insônia, dor nas articulações, dificuldade de aprendizagem, TPM, cãibras musculares, problemas reprodutivos e até mesmo a morte. Os efeitos do aspartame podem ser confundidos com o Mal de Alzheimer, síndrome de fadiga crônica, epilepsia, vírus de Epstein-Barr, doença de Huntington, hipotireoidismo, doença de Lou Gehrig, síndrome de Lyme, doença de Ménière, esclerose múltipla e pós-pólio.


 Postado por Supertrix de 14 de dezembro de 2011/vocesabia.net